Independentemente do tamanho da empresa ou do seu segmento de atuação, é indispensável à toda organização um bom programa de compliance para impulsionar os resultados financeiros e promover operações eficazes. Entretanto, antes de implementá-lo em sua corporação, é preciso compreendê-lo.

O compliance corporativo consiste em uma série de processos que visam garantir o cumprimento das regulamentações, padrões, práticas éticas e leis que se aplicam à organização, por parte dos funcionários e todos os envolvidos com a companhia.

Ao adotar essa estratégia, o negócio detecta a violação de regras e evita possíveis transtornos judiciais.

Dessa maneira, o conteúdo de hoje foi elaborado para que você possa entender um pouco mais sobre esse programa e sua implementação em uma empresa. Continue acompanhando e confira!

Desafios na hora da implementação

Assim como qualquer outra mudança corporativa, a aplicação de um novo programa na organização pode enfrentar uma série de desafios, sobretudo quando tais mudanças afetarão a maneira como os colaboradores se comportam na empresa.

O primeiro passo para driblar qualquer obstáculo: é essencial que os gestores conscientizem todos acerca do funcionamento do novo programa.  

Além disso, é fundamental que haja um suporte para o conjunto de disciplinas implementados. Será difícil colocar em prática uma metodologia que não recebe apoio dos diretores da organização.

Ao compreender a importância de novas políticas e éticas empresariais, os colaboradores aceitarão mais facilmente qualquer mudança institucional.

Principais benefícios que a área de compliance pode trazer

De forma direta, as vantagens que um programa de compliance pode trazer para a empresa envolve:

  • a prevenção de condenações e prejuízos financeiros;
  • a proteção do patrimônio corporativo;
  • uma melhor rentabilidade; 
  • redução de custos;
  • fortalecimento da relação entre funcionário e empresa;
  • aumento da produtividade e qualidade dos serviços oferecidos, entre outros.

Passos para implementar um programa de compliance efetivo

Como dissemos inicialmente, esse programa tem o objetivo de atualizar as políticas da empresa para que a organização em si e os funcionários ajam conforme as leis e os regulamentos. Para isso ser aplicado de maneira efetiva, é necessário:  

1. Uma política institucional objetiva

As regras precisam ser claras e adaptadas à linguagem da corporação. Todos os funcionários devem entender o funcionamento da nova implementação, portanto, é preciso utilizar exemplos de questões éticas reais.

2. Um treinamento de alto nível

É fundamental que todos os colaboradores tenham total conhecimento sobre as leis, regulamentos e políticas corporativas dentro do negócio, além de compreender claramente o que é e o que não é um comportamento tolerado pela instituição.

3. Uma equipe bem estruturada

Para que o programa tenha seu desempenho positivo, é importante que todos envolvidos com a corporação tenham consciência e responsabilidade sobre as decisões tomadas em nome da organização. A equipe precisa estar visível, ativa, engajada e bem integrada.

Como você pode perceber, um bom programa de compliance ajuda a prevenir comportamentos impróprios na organização. Depois que ele estiver estabelecido adequadamente, o negócio funciona com conformidade, com riscos minimizados e com uma reputação positiva que influencia diretamente nos ganhos da empresa.

Gostou deste artigo? Caso você tenha se interessado em saber mais sobre estratégias corporativas, confira nosso conteúdo sobre a importância de uma campanha de incentivo para empresas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *