A relação entre cliente e empresa passa por mudanças há alguns anos. Junto a isso, surge a necessidade de pensar além da qualidade do serviço ou produto oferecido: o marketing de experiência.

Uma das suas principais características é o fato de ele não ser agressivo. Você não precisa forçar as sensações. Afinal, ele é capaz de entregar uma compra como algo inesquecível para o seu público.

Pensando nisso, preparamos este post com as melhores dicas de como usar o marketing de experiência em sua empresa. Continue a leitura e descubra!

O que é o marketing de experiência?

De acordo com o conceito de marketing de experiência, o simples ato de comprar deve ser único e influenciar diretamente o consumidor, que pode (e deve) vir a comprar de novo, além de recomendar a sua marca para outras pessoas.

O seu principal objetivo é mostrar para o cliente a relevância da sua marca, fazendo com que ele a sinta de verdade. Contudo, nem sempre as emoções serão positivas e, para evitar que a recordação não seja favorável, é necessário um bom planejamento.

Como as pessoas percebem as experiências?

Como vimos, as experiências podem ser estimuladas e influenciadas de modo positivo ou negativo, tudo vai depender de como você trabalha com elas. Elas podem ser percebidas pelo:

Sentido

As experiências podem ser construídas na exploração de um ou mais sentidos, como um perfume ou uma música ambiente, que registra sua marca na memória dos consumidores.

Sentimento

O sentimento que a sua marca vai despertar nas pessoas pode ser de aceitação ou de rejeição.

Pensamento

Nem todos pensam da mesma maneira e, por isso, a experiência do pensamento surge para quebrar paradigmas, tirar as pessoas de suas “caixinhas” e incentivá-las a inovar.

Ação

A ação é o que o próprio nome já diz, ou seja, é a experiência de promoções, de ações online e de estratégias, que servem para criar sensações inesquecíveis.

Identificação

As pessoas querem se identificar com a sua marca, encontrando nela os mesmos valores em que acreditam.

E quais são os 3 V’s do marketing de experiência?

No marketing tradicional, aprendemos os 4 P’s e, com o marketing digital, surgiram os 8 P’s. Seguindo a mesma linha, o marketing de experiência propõe 3 V’s: verdade, vontade e valor. Entenda como cada um desses V’s pode direcionar suas ações de relacionamento:

Verdade

Ainda existem empresas que falam mentiras para tentar ganhar o cliente. No entanto, estamos na era da informação e fica cada vez mais fácil desmascarar esse tipo de marca. Então, preze sempre pela verdade!

Vontade

É preciso que as pessoas tenham vontade de interagir com as suas ações. Não adianta marcar um evento para seus clientes e fazer algo que poderia acontecer normalmente no dia a dia da empresa. Você precisa surpreendê-los, criando uma experiência que gere uma vontade real de participar.

Valor

Toda a experiência deve gerar um valor, que é a percepção do cliente quanto ao que você propôs. Portanto, o valor é o resultado das sensações e emoções proporcionadas nas interações.

Como ele pode ajudar a sua empresa?

Você precisa estimular o seu cliente a comprar, repetir a compra e, ainda, indicar seu produto, certo? Mas como fazer tudo isso sem causar desconforto? Pois é aí que entra a importância da experiência na construção da relação cliente e empresa.

A partir do estímulo de emoções, torna-se possível conquistar o seu público. Assim, quanto mais a experiência despertar emoções e sensações, maiores serão as chances de sua marca conquistar e fidelizar o cliente.

O marketing de experiência é uma estratégia para que você seja uma empresa que todo mundo gosta de visitar e usar como exemplo positivo nas rodas de conversa e em posts nas redes sociais. Por isso, é essencial alinhar marketing e planejamento estratégico.

Quer saber como criar experiências incríveis para seus clientes? Siga-nos nas redes sociais e veja o que podemos proporcionar para a sua marca!

Deixe seu comentário