Mensurar e analisar o retorno das ações realizadas na empresa, para verificar sua eficiência e propor novas ideias e melhorias em campanhas futuras, é fundamental. Sobretudo o ROI em programas de treinamento, ações que servem para trabalhar as habilidades dos profissionais e, ao mesmo tempo, alinhar os processos da corporação.

Indispensável a qualquer negócio, o acompanhamento do retorno de treinamentos orienta os gestores acerca dos impactos dessas atividades no dia a dia da instituição. É possível entender sobre o desenvolvimento dos funcionários, a conduta que a empresa deve manter e o que precisa ser melhorado.

A capacitação dos colaboradores é um grande investimento e, por isso, precisa ser mensurada. Portanto, neste conteúdo, você verá como conduzir essa estratégia de maneira eficiente e gerenciar uma equipe de alta competência. Confira!

Criar objetivos e metas

Antes mesmo de implementar qualquer treinamento, é preciso estabelecer objetivos. Saber qual é a finalidade da capacitação ajudará a identificar, por exemplo, se ela está atendendo às expectativas, se os funcionários estão se desenvolvendo de acordo e se as ações condizem com a realidade da empresa.  

Definir os indicadores a serem mensurados

Os treinamentos são uma excelente fonte de informação por si só. Contudo, é necessário que os gestores saibam quais desses dados terão relevância para o negócio e o que impactará na rotina dos colaboradores.

De todo modo, a mensuração pode se basear, inicialmente, nas habilidades, na contribuição do colaborador e no atingimento das metas. Ou seja, verificar se o funcionário possui o conhecimento necessário para determinada área, se ele consegue colocar o que sabe em prática e se o treinamento surtiu efeito.

Levantar os custos do treinamento

Outro fator fundamental para analisar o ROI das capacitações é o monitoramento de custos. Isso porque, antes de entender quanto de retorno determinado investimento trouxe, deve-se ter conhecimento sobre o valor da aplicação.

Dessa forma, é uma prioridade dos gestores levantar todas as despesas com as capacitações.

Realizar o cálculo do ROI

É apenas lógico que, para calcular o retorno sobre investimento dos treinamentos, deve-se saber como aplicar a sua fórmula. O modelo básico consiste em quantificar a relação entre as vantagens do programa e seus custos, ou seja:

ROI = Resultados adquiridos – Custos / Custo

Supondo que a empresa obteve R$ 15.000,00 em resultados, com um custo de R$ 5.000,00, seu retorno sobre cada R$ 1,00 gasto foi de R$ 2,00.

É importante que o valor final seja positivo. Caso contrário, será necessário verificar o que houve e aplicar melhorias. Além disso, o cálculo deve ser considerar a realidade da corporação, incluindo as variáveis do método de treinamento utilizado e uma estimativa de margem de erro.

Analisar os resultados e verificar a eficiência

Por fim, os gestores devem estudar os resultados obtidos com o programa. As mudanças diferem bastante: dependendo de qual seja o objetivo da capacitação, os resultados podem incluir desde uma redução do uso de papel até um aumento nas vendas.

O importante é comparar os dados de antes do treinamento aos adquiridos depois dele. Somente assim é que se pode descobrir se o investimento foi bem-sucedido.

Toda empresa deve fornecer treinamentos e capacitações para os funcionários, a fim de motivá-los a aumentar a produtividade da empresa.

E para que o esforço ofereça resultados positivos, é necessário conhecimento para medir o ROI em programas de treinamento. Observe que não é difícil colocar isso em prática, principalmente depois de tudo o que você aprendeu por aqui.

Gostou deste artigo? Então, aumente os seus conhecimentos sobre o tema e aprenda como utilizar eventos na sua estratégia de endomarketing!

Deixe seu comentário